Riscos do consumo de bebidas alcoólicas na gravidez

A maioria das crianças expostas a grandes quantidades de álcool durante a gestação podem vir a desenvolver síndrome alcoólica fetal. O diagnóstico desta condição requer anormalidades em três áreas: características faciais, crescimento físico e do sistema nervoso central.

Álcool na gravidez

Álcool na gravidez

O sistema nervoso central é constituído pelo cérebro e a medula espinal. Em muitos casos de crianças expostas ao álcool no útero da mãe, apresentam problemas específicos são classificados sob o termo de “transtornos do espectro do álcool fetal”, que inclui uma ampla gama de problemas físicos e neurológicos. Os efeitos das perturbações do espectro do álcool fetal pode ser leve ou grave e pode afetar cada criança de forma diferente.

Outros estudos têm mostrado que as bebedeiras podem ter maior risco para as crianças, além disso, o excesso de bebidas alcoólicas continuamente é um fator de risco, mesmo em mulheres que não bebem pesadamente todos os dias. No entanto, mesmo o estudo tendo encontrado uma associação entre o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e desenvolvimento das crianças, mas não conseguiu provar uma relação de causa e efeito.