Relógio Biológico e o transtorno bipolar

Novas pesquisas sugerem que o relógio biológico pode ser um dos fatores de desenvolvimento do transtorno bipolar, em crianças. Os resultados foram encontrados à partir do exame da composição genética de 152 crianças com transtorno bipolar, e 140 crianças que não apresentavam o transtorno. Existem variações em um gene conhecido como RORB, presente em crianças com transtorno bipolar.

Transtorno bipolar

Transtorno bipolar em crianças

As descobertas sugerem que os genes do relógio em geral, o RORB em particular, podem ser candidatos importantes para uma investigação mais aprofundada na busca de bases moleculares do transtorno bipolar, disse o co-autor do estudo Dr. Alexander Niculescu, da Indiana University School. O gene, que se expressa principalmente nos olhos, glândula pineal e no cérebro, tem ligação com ritmo circadiano do corpo.

O transtorno bipolar é caracterizado por anomalias do ritmo circadiano, e isto, de fato é verdadeiro entre as crianças que sofrem com o transtorno bipolar, disse Niculescu. A diminuição do sono tmabém tem sido notada e associda como um dos primeiros sintomas que indicam o transtorno bipolar em crianças, além de apontar outros problemas, como déficit de atenção e hiperatividade.