Relação entre impotência e a síndrome das pernas inquietas

Homens que sofrem com a síndrome das pernas inquietas correm um risco maior de impotência. O novo estudo, realizado por pesquisadores da Harvard University, é baseado em pesquisas anteriores, que afirmam que a impotência ou a disfunção erétil era muito mais comum entre homens mais velhos e também em homens com a síndrome das pernas inquietas. A pesquisa também revelou que os homens que sofrem com distúrbios relacionados ao sono, também correm um risco maior de impotência.

Síndrome das pernas inquietas

Síndrome das pernas inquietas

A pesquisa foi feita com mais de 11.000 homens, na faixa dos 64 anos de idade. Foram indentificados 1.979 casos de disfunção erétil, sendo que, os homens com síndrome das pernas inquietas apresentavam cerca de 50% maior probabilidade de impotência, quando comparados com homens sem a síndrome.

Esses mecanismos subjacentes, que estão associados à síndrome e a disfunção erétil, é causado por conta do hipofuncionamento no sistema nervoso central.

A síndrome das pernas inquietas causa a necessidade de movimentar as pernas, que se tornam extremamente desconfortáveis, estando sentado ou até mesmo deitado. Esses movimentos aliviam o desconforto constante, porém, o alívio não dura muito tempo. Ainda não se sabe, quais os fatores que desenvolvem a síndrome das pernas inquietas. Sabe-se apenas, que em alguns casos a síndrome pode ser causada por uma doença ou condição, como por exemplo, anemia ou a gravidez.