Reduzir o sal na alimentação é mesmo importante?

A Redução do consumo de sal atualmente é de 2.300 miligramas (cerca de 1 1/2 colheres de chá por dia), porém, será que essa medida é mesmo necessária? Novas pesquisas afirmam que há um certo exagero em relação ao consumo de sal. A notícia bate de frente com o que até então era visto como prejudicial para a saúde, ou seja, as fortes ligações entre alto consumo de sódio e a hipertensão, fator de risco doenças cardíacas.

Monte de sal

Sal

A pesquisa (Health & Body) determinou que não havia provas suficientes para afirmar se a redução do consumo de sal para níveis entre 1.500 e 2.300 mg por dia, poderiam aumentar ou diminuir o risco de doenças cardíacas e o risco de morte. Porém, a diminuição da ingestão de sódio pode prejudicar a sua saúde. Esses novos estudos reforçam os achados anteriores de que a redução de sódio a partir de níveis muito elevados de entrada para níveis moderados melhora a saúde.

Podemos concluir o que na verdade boa parte das pessoas já sabem, o segredo está no equilíbrio, se por um lado o consumo em excesso pode oferecer riscos à saúde, uma ingestão muito baixa de sódio pode realmente aumentar o risco de alguns problemas de saúde de uma pessoa. Por isso, a nova recomendação indica que qualquer pessoa com mais de 51 anos e as pessoas com pressão arterial elevada, diabetes ou doença renal crônica, devem limitar sua ingestão de sal à 1.500 mg por dia.