Perigos do fumo passivo

Exposição ao fumo passivo pode afetar o desenvolvimento da audição em crianças, aumentando o risco de perda auditiva durante a adolescência, afirma um novo estudo. Essas descobertas podem justificar projeções para a perda auditiva entre as crianças expostas ao fumo passivo. Cerca de 65% das crianças brasilieras estão expostas ao fumo passivo, elas  enfrentam um risco de desenvolverem problemas de saúde, infecções respiratórias, infecção de ouvido aguda, dentre outros.

Fumo passivo em crianças

Fumo passivo

Bebês cujas mães fumaram durante a gravidez, também correm um risco maior de nascer abaixo do peso e desenvolverem outros problemas. O fumo passivo também pode ter o potencial de ter impacto sobre o desenvolvimento auditivo de uma pessoa, algo que tem implicações significativas. Adolescentes que são expostos ao fumo passivo tem maiores taxas de perda auditiva de alta e baixa frequência.

No entanto, mais de 80% dos adolescentes que sofrem de perda auditiva nem sequer percebem que tem o problema. O estudo acrescentou que os adolescentes também devem ser educados sobre fatores de risco para perda auditiva, como exposição ao ruído e fumo passivo. Os resultados foram publicados na edição de julho do Archives of Otolaryngology.