Má alimentação pode causar anemia na pós-menopausa

Uma nova pesquisa revelou que uma má alimentação está associada a um risco maior de desenvolver anemia, principalmente entre as mulheres na pós-menopausa. Os pesquisadores analisaram dados de 72.833 mulheres acima dos 45 anos, e descobriram que deficiências em mais de um único nutriente foram associados com um risco de 21% maior de anemia persistente. Risco aumentado 44%, com carência de três nutrientes.

Boa alimentação

Boa alimentação

Mulheres com anemia consumiram menos proteínas, ácido fólico, vitamina B12, ferro, vitamina C e carne vermelha do que as outras, segundo o estudo. Os resultados foram publicados na edição de abril da Journal of the American Dietetic Association. Os pesquisadores também descobriram que o uso de suplementos vitamínicos e minerais não produziram menores taxas de anemia, já a idade, índice de massa corporal e tabagismo foram diretamente associadas a anemia.

Anemia tem causado um risco maior de morte e, a falta de ferro em particular, tem sido associada a redução da capacidade para o trabalho físico e a inatividade física, tornando esta questão uma preocupação de saúde  no envelhecimento. Os esforços para identificar a anemia, que pode ser sensível a fatores modificáveis, como uma melhor alimentação os resultados de saúde, são necessários. Por isso, uma boa alimentação e a prática de excercíos físicos (quando é possível) são essenciais.