Depressão pode indicar mal de Parkinson

As pessoas que sofrem de depressão (particularmente aquelas com 65 anos ou mais) são três vezes mais propensas a desenvolverem a doença de Parkinson. As novas descobertas não afirmam que a depressão provoca a doença de Parkinson, em vez disso, elas sugerem que a depressão pode preceder o Parkinson, em boa parte dos casos.

Os pesquisadores analisaram informações de um banco de dados de saúde nacional da Itália. Durante uma década de acompanhamento, cerca de 12% das 4.600 pessoas com depressão foram diagnosticados com a doença de Parkinson. Em contrapartida, menos de 1% das mais de 18.500 pessoas sem histórico de depressão foram diagnosticados com mal de Parkinson.

Após a contabilização de idade e sexo, as pessoas com depressão eram 4 vezes mais propensas a desenvolverem a doença de Parkinson. A depressão pode oferecer um grande risco para a doença de Parkinson, principalmente para os idosos e aqueles que apresentam dificuldades para tratar a depressão. Diversos estudos já mostraram que a depressão e a doença de Parkinson geralmente caminham juntas, cerca de 60% das pessoas com Parkinson costumam mostrar alguns sintomas de depressão.