Colesterol pode retardar a fertilização

Casais com níveis elevados de colesterol podem ter que esperar mais tempo para se tornarem pais, segundo um novo estudo. Aqueles que apresentaram colesterol alto, tanto a mãe quanto o pai,  levaram mais tempo para conceber em comparação com aqueles com níveis mais baixos de colesterol. O estudo também descobriu os mais altos níveis de colesterol entre os casais que não alcançaram a gravidez durante o estudo que teve duração de um ano.

Colesterol alto pode retardar a fertilização

Colesterol alto pode retardar a fertilização

Esta é a primeira vez que os níveis de colesterol foram identificados como um fator na gravidez, juntamente com fatores conhecidos como idade e peso. O colesterol é uma substância cerosa que pode acumular-se nos vasos sanguíneos do corpo. A genética e o histórico familiar desempenham um papel importante nos seus níveis de colesterol, assim como os hábitos de vida, como a alimentação e o sedentarismo.

Se a mulher tem o colesterol elevado e o homem tem colesterol normal, consequentemente, a fertilização leva mais tempo, mas não tanto como quando ambos tem colesterol alto. Quando só o homem tem o colesterol alto e a mulher tem níveis normais, os efeitos não são significativos. Ainda não está claro se a tomar medicamentos para baixar o colesterol iria encurtar o tempo de concepção. Além disso, é possível que a dieta e o exercício, que são conhecidos por diminuir o colesterol, também possam reduzir o tempo de concepção.