Celular causa câncer?

O debate sobre o desenvolvimento de câncer por uso de telefones celulares virou manchete. Há quem defenda a idéia que a ligação entre tumores cerebrais e o uso de telefone celular de fato é real.

Celular e câncer

Especialistas da Suécia, Inglaterra e dos Estados Unidos revisaram pesquisas publicadas sobre o assunto “Celular causa câncer” e determinaram que a evidência não é substancial o suficiente para suportar uma ligação entre os dois. A revisão foi conduzida por Anthony Swerdlow do Instituto britânico de Pesquisa do Câncer, descobriu que um estudo divulgado no ano passado teve uma série de problemas metodológicos.

Esse estudo acompanhou 13 mil usuários de telefone celular, mais de 10 anos e pediu que as pessoas recordassem do uso que fizeram do aparelho há vários anos atrás, como quantas vezes e quanto tempo costumavam usá-lo. Swerdlow e sua equipe também descobriram que os estudos de vários países mostraram que não houve um aumento significativo em tumores cerebrais desde o início do uso de telefones celulares, há 20 anos atrás.

O relatório surge dois meses após a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a agência internacional de pesquisas sobre câncer (IARC) divulgar um estudo que encontrou uma ligação provisória entre o uso do telefone celular e câncer. Contudo, é positivo levantar tais questões, pois estamos vivendo em uma época que o uso de aparelhos eletrônicos é excessivo e isso, de fato, aumenta as possibilidades de problemas físicos.