Associação entre o autismo e distúrbios do sono

Muitas crianças com autismo apresentam pior qualidade de sono até que elas cheguem à adolescência. Segundo um especialista, os resultados não são nenhuma surpresa para muitos pais de crianças com autismo. Alguns estudos já haviam relatado a suspeita de que crianças com transtorno do espectro do autismo tem mais problemas de sono do que as crianças que sofrem de autismo.

Distúrbio de sono

Distúrbio de sono

Em um estudo, os pesquisadores analisaram dados de mais de 14.000 crianças nascidas em 1991-1992. Os pais forneceram informações sobre os hábitos de sono dos filhos quando eles tinham entre 6 meses a cerca de 11 anos. As crianças avaliadas, 86 foram diagnosticados com um transtorno do espectro do autismo no momento em que tinham 11 anos de idade. A análise final do estudo baseou-se em 39 crianças autistas e cerca de 7.000 crianças sem autismo.

O autismo é um distúrbio neurológico caracterizado por dificuldades de interação social e de comunicação. Desordens do espectro autista englobam uma ampla gama do distúrbio, que vão de leve a grave . Antes de 2 anos de idade, não havia nenhuma diferença nos padrões de sono entre os dois grupos de crianças. Mas depois desse ponto, as crianças com autismo tendem a dormir menos, o que persiste até cerca de 11 anos de idade. Embora a diferença total de sono diminua após essa idade, as crianças com autismo ainda dormiam cerca de 50 minutos a menos por dia do que as outras crianças até chegarem à adolescência .