Apneia do sono associada à demência de idosas

Mulheres na terceira idade que sofrem de apneia do sono, apresentam um risco maior de desenvolver demência e leve comprometimento cognitivo, revelou um novo estudo. O estudo descobriu que mulheres idosas que iniciaram o estudo sem apresentar sinais de demência tinham 85% de chances a mais  de desenvolver comprometimento cognitivo leve ou demência, dentro de poucos anos.

Idosa

Idosa

O estudo foi realizado durante vários anos, afim de entender a relação da apneia do sono e a demência. Cerca de um terço das mulheres tinham apneia do sono, essas mulheres tinham cerca de 80% de chances de desenvolver comprometimento cognitivo ou demência ao longo dos anos. O estudo não foi feito para descobrir porque a privação de oxigênio pode causar demência, e sim, descobrir suas consequências.

A apneia do sono pode prejudicar a saúde do cérebro de forma gereal, afetando o modo como o mesmo expele suas células. Distúrbios respiratórios do sono atingem cerca de 60% dos idosos, qualquer relação entre a apneia do sono e a disfunção cognitiva, mesmo quando pequena, poderia ter consequências importantes de saúde pública. Pesquisa publicada na revista “Sáude Feminina”.