A importância da higiene bucal

Novas pesquisas afirmam que idosos que perdem seus dentes podem ter um risco aumentado de demência. O novo estudo incluiu mais de 4.000 participantes, a partir dos 65 anos, que foram submetidos a um exame dentário e uma avaliação psiquiátrica. Comparado com os participantes que ainda tinham muitos de seus dentes naturais, aqueles com menos dentes ou nenhum, eram muito mais propensos a ter problemas de perda de memória ou apresentavam a doença de Alzheimer, em seu estágio inicial.

Casal de idosos escovando os dentes

Higiene bucal

As descobertas foram publicadas na revista “Behavioral and Brain”. Participantes, com sintomas de perda de memória tendem a relatar que haviam visitado o dentista há muito tempo. Infecções na gengiva que podem levar à perda dos dentes, podem liberar substâncias inflamatórias, que por sua vez irá aumentar a inflamação no cérebro, causando a morte neuronal e acelerar a perda de memória.

A perda de receptores sensoriais em torno dos dentes está ligada a alguns dos neurônios mortos. Isso pode levar a um ciclo vicioso, pois a perda dessas conexões cerebrais podem causar a perda de mais dentes, contribuindo para o declínio cognitivo. O estudo abre caminho para a pesquisa de doenças de ordem mental que tem ligação direta com a saúde bucal, mostrando que a higiene bucal tem mais importância do que a maioria das pessoas poderiam imaginar.